Escolha um Mangá e Boa Leitura!

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Papo Otaku... Hoje: Black Bullet



 Boa Noite galera...

E aí, tudo bem com vocês? A Scan está com projetos novos e aí ansiosos para estreia? Bom, como um dos projetos que pegamos foi Black Bullet nosso Papo Otaku de hoje falará sobre este anime, que por sinal é muito bom.

Terminei de assisti-lo semana passada. Então espero que vocês gostem do texto de hoje. E vamos para ao que interessa...

Como a maioria de vocês já sabe grande parte dos animes são baseados ou em Mangá ou em light novels, com Black Bulletaconteceu o seguinte: em 10 de julho de 2011 a light novel escrita por Shiden Kazanki é ilustrada por Saki Ukai e teve seu primeiro capítulo publicado pela ASCII Media Works, encontrando-se até hoje em andamento.

Cerca de um ano depois do lançamento da novel foi lançado o mangá de Black Bullet. Ele também foi escrito pelo Shiden Kazanki (lógico porque se mudasse o autor ia ser muito estranho) mas foi ilustrado por Hon Morino (acho que mudaram o ilustrador porque deve ser bem diferente fazer os poucos desenhos que se encontram em uma novel para um mangá que é praticamente desenho – com uma quantidade muito maior).

Seu início foi em 27 de agosto de 2012 e acabou agora a pouco em 27 de junho de 2014. Foi publicado na revista Dengeki Maoh e encerrou com 4 volumes encadernados.

Bom, já falei da novel e do mangá então,  agora vamos para o anime... O anime teve seu primeiro episódio exibido em 8 de abril de 2014 e foi finalizado com 13 episódios em 1º de julho de 2014, foi transmitido pela TV Tokyo MX e seu estúdio foi o Kinema Citrus.

Vocês viram aí que com light novel, mangá e ainda por cima um anime, não tem como Black Bullet ser ruim. Vou falar um pouco agora sobre a história do anime. Então vamos para a sinopse...

Como já temos ótimas sinopses feitas, o melhor mesmo é mostrar uma que tenha algum nexo ... hehehe...

Em um futuro próximo, onde humanos foram derrotados pelos parasitas virais conhecidos como Gastrea, todos foram exilados para um pequeno território e vivem em desespero, lado a lado do terror. Neste mundo envolto em trevas, Rentaro, um garoto vivendo perto de Tóquio, membro da “Segurança Civil”, uma organização especializada em combater Gastreas, é usado para completar missões perigosas. Sua parceira é Enju, uma garotinha precoce. Eles lutam graças a seus poderes peculiares até que um dia recebem uma missão especial do governo. Essa missão ultra-secreta é para evitar a destruição de Tóquio”.

Peguei a sinopse neste site:  http://www.anbient.net/tv/black-bullet. Lá, vocês também podem encontrar os episódios de Black Bullet para download.
O que gostei em Black Bullet é sua história que achei muito original (e olha que já vi muita coisa)... Monstros que contaminam pessoas e ameaçam a humanidade é muito legal. Isso sem falar no gráfico e trilha sonora que são excelentes e tornam o anime muito bom.

Uma coisa que Black Bullet nos faz pensar é sobre o preconceito... No anime vemos em vários momentos as pessoas agredindo de forma torpe as crianças amaldiçoadas (meninas que foram infectadas com o vírus gastrea) e isso acontecia mesmo quando eram essas crianças que as protegiam.

Isso nos faz pensar em muita coisa, sobre as diferenças, sobre respeito. Então o Kazanki sensei deixou essa aí para agente refletir um pouquinho...

Vou falar agora um pouco sobre o que achei dos protagonistas...

Gostei muito do Satomi Rentaro, ele é muito engraçado, estiloso, muito bom em artes marciais, ótimo atirador e isso sem falar que o cara tem um braço e uma perna de Varaniun (uma espécie de metal que serve para matar as gastreas) (isso com certeza lembrou Full Metal Alchimist) Ou seja, o cara é f***.

Mas, mesmo o Rentaro sendo isso tudo eu ainda sou mais fã da Enju... Só de pensar que uma garotinha de 10 anos de idade luta contra aqueles gastreas feios sem medo nenhum ela já ganha meu respeito...

Ou seja, ela tem quase tudo que o Rentaro,  mesmo só tendo 10 anos. Isso sem falar no coração bondoso e respeitador dela em relação às outras crianças amaldiçoadas...

O que a torna ainda mais cativante (esse parágrafo esta ficando meio gay então vou parar ele por aqui).

No decorrer do anime os protagonistas passam por muitas situações difíceis e isso faz com que a amizade deles, que já era grande, fique ainda maior.


Com 13 episódios ao todo, Black Bullet foi marcado por mortes, muito sangue,  romance e um final incrível (não vou falar para não tirar a graça), e esse final deixa muitas expectativas para a segunda temporada (quem sabe em 2015).
Infelizmente, Black Bullet foi lançado mais ou menos na mesma época de No Game No Life (que foi muito bom) e por isso ele ficou meio escanteado. Então, quem não assistiu ainda recomendo que assista Black Bullet porque é muito bom.

Então é isso aí galera... Espero que vocês tenham gostado, quando os capítulos passarem a ser lançados aqui na Scan recomendo que também o leiam (mesmo que já tenham assistido o anime).

Se vocês gostaram comentem aí por favor... Só posso saber se vocês estão gostando quando vocês comentam e também incentiva muito saber que tem gente lendo. Pelo menos o meu pai leu (e ele é careta e mesmo assim gostou... he he he he).

Não se esqueçam de dar uma força curtindo a página do O Nekomata no face, e se puderem compartilhem com seus amigos... Novamente: acompanhem os novos projetos na scan.




Grande Abraço de seu amigo Edu e até a próxima semana.

  

4 comentários:

  1. Minha favorita no animes é a Tina não tem como ser + perfeita tomara que tenha uma segunda temporada por que merece ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A tina é bem lega msm... Vms torcer para ter uma segunda agr...

      Excluir
  2. este anime e super foda 2 melhores pens para e Tina e Rentaro quero ver manga pq anime muito foda ^-^ quero ver rapido 2 temporada

    ResponderExcluir